Safári em Kruger Park, na África do Sul

O Viajei e Gostei ganhou mais uma colaboradora: Fabyana Francisco, que contará como foi a experiência de sua viagem pela África do Sul. Neste texto, ela relata seu passeio pelo Kruger Park e o incrível safári que fez por lá. Seja bem-vinda!

Sem dúvida alguma a África do Sul foi um dos melhores destinos para os quais já viajei. Vou colocar aqui algumas dicas úteis (com fotos e valores) para você aproveitar ao máximo sua viagem a essa maravilha!

Em nossos 20 dias de viagem pela África, o ponto mais esperado era o safári em Kruger Park. Fechamos o pacote aqui no Brasil dois meses antes com a empresa Outlook Safari, e tivemos um ótimo atendimento.

Se você chegar à África do Sul e for direto para o safári, eles te pegam no aeroporto de Joanesburgo. No nosso caso eles nos encontraram em uma cidade chamada Nelspruit, pois já estávamos há uma semana em Moçambique e fomos de ônibus.

Escolhemos o pacote de três dias, mas existem pacotes de um, quatro e até sete dias. Fique no mínimo três, pois em um dia você pode não ter a sorte de ver muitos animais.

No safári contamos muito com a sorte, pois os animais estão livres em seu habitat e pode ter momentos em que você não vê quase nenhum deles. Em outros, você cruza com vários legais e diferentes.

Conseguimos ver os leões só no último dia, mas o importante é: aproveite todo o passeio, vendo animais grandes, pequenos, diferentes... tudo é muito legal.

O valor pago pelo pacote foi o equivalente a R$ 2 mil, incluindo a hospedagem (em bangalôs simples, mas bem confortáveis), traslados, os safáris propriamente ditos (quando saímos do acampamento para a reserva, quatro no total) e alimentação.

As refeições consistiam em um pequeno café da manhã às 5h da madrugada (antes de sair para o primeiro safári do dia), outro café bem completo na volta (umas 10h30, que já fica quase como um almoço) e um jantar. Tudo preparado pelo nosso guia, que acompanhou o grupo em todos os dias.

Importante: faz MUITO frio no safári que sai às 5h. Havíamos lido sobre isso e levamos casacos quentes, mas não foi suficiente. Nossa salvação foi que a empresa fornece um poncho e bolsas de água quente para colocar no colo. Se não fosse por isso, iríamos congelar! Aos poucos foi esquentando e, lá pelas 9h, já estávamos com blusinhas regata.

Dentro dos acampamentos há um restaurante, caso você queira comer algo além do que está incluso no seu pacote. Também existem lojinhas de souvenirs. Dá vontade de comprar tudo! As coisas um pouco caras, mas vale a pena. Compramos blusinhas e camisetas por lá. E na hora de ir embora, quem disse que eu queria dar adeus? Por mim poderia ter feito o passeio de quatro dias, mas já valeu mega a pena! No fim da viagem, a empresa do safári nos deixou na porta de nosso hostel em Pretória, nossa parada seguinte – e tema do nosso próximo texto.

Siga o Viajei e Gostei: Facebook: fb.com/blogviajeiegostei Instagram: @blogviajeiegostei Twitter: @viajeiegostei

POSTS RECENTES:
PROCURE POR TAGS:

© Copyright 2014 VIAJEI E GOSTEI - Todos os direitos reservados

  • Facebook Limpa
  • Twitter limpa
  • Instagram Limpa
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now